(O) Outro (e) (o) Direito

o outro e o direito

A repercussão do pensamento de Emmanuel Levinas tem sido cada vez mais provada em diversas áreas do conhecimento. No Brasil, pesquisadores têm procurado estabelecer uma relação entre o problema da alteridade e as questões do direito. A filosofia levinasiana aparece aí, por vezes, como objeto direto das discussões e, por outras, como um orientador que fornece um tom característico para os debates. É em meio a um tal cenário profícuo que se pode situar a obra “(O) Outro (e) (o) Direito”, coordenada por Álvaro Ricardo de Souza Cruz e organizada por Leonardo Martins Wykrota. A obra, publicada em dois volumes, atravessa vários temas do direito numa constante preocupação em relevar suas imprescindíveis conexões com o fato da alteridade, como fica muito claro na nota dos autores sobre o título:

“Outro Direito? O outro: o Direito? O Outro e o Direito? Alteridade e ambiguidade. O livro é um conjunto de textos que tem como pano de fundo um modo renovado de compreender o Direito, afastado do eu, do ego, do modo do mesmo. Um direito que se forma a partir do Outro, pelo ângulo e pela lógica do Outro. Um Direito que se sustenta na necessidade outramente que ser. O Direito…? O Outro…? Mas… Outro quem? Outro o quê? A linguagem, sempre trêmula, sempre ambígua, empresta ao título o traço da obra: chega de um mesmo Direito! É (im)preciso ir além…(?) Além do Direito do mesmo…(?) É (im)preciso pensar Outro Direito… Não só isso, porém: é preciso pensar (O) Outro (e) (o) Direito…!”

Vale muito a pena a leitura!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s