Defesa de tese de Diogo Villas Bôas Aguiar

“Por um conceito ampliado de liberdade: sobre a bi-implicação de autonomia e heteronomia” é o título da tese de Diogo Villas Bôas que será defendida na próxima segunda-feira, 20 de agosto, às 14h30 na Universidade Federal de Santa Maria.

A banca será composta pelos professores Marcelo Fabri (orientador), Ricardo Timm (PUCRS), André Brayner (UCS/PUCRS), Juliana Missaggia (UFSM) e Vilmar Debona (UFSM).

Disponibilizamos abaixo o resumo da tese:

Lidamos aqui com um problema filosófico já classicamente consolidado na tradição, a saber, o da liberdade. Portanto, é legítimo estabelecer previamente como pergunta geral norteadora dessa investigação aquela que se formula da seguinte maneira: “o que é liberdade?”. No entanto, se o problema não é uma novidade, o gesto filosófico escolhido para aproximar-se desse conceito é o que caracteriza a sua peculiaridade e, consequentemente, justifica a necessidade de revisitação. Podemos dizer que esse gesto é o da separação, entendendo-se aqui, evidentemente, que o que está por trás, orientando e dando sustentação, é uma filosofia da diferença. Assim, a pergunta se complexifica e deixa de ser apenas pelo conceito de liberdade. Seu papel e sua caracterização no âmbito da diferença é algo que se coloca como fundamental para a dinâmica argumentativa que será apresentada. Diante disso, será sustentada a seguinte tese: liberdade não é algo que tem seus limites única e exclusivamente delineados pela autonomia, mas também pela heteronomia. A organização é feita em três capítulos. No primeiro, busca-se estabelecer as perspectivas iniciais daquilo que será desenvolvido nos dois capítulos subsequentes. No segundo, explicita-se o modo como o conceito de separação se realiza fenomenologicamente e como isso implica em dois sentidos da liberdade, um negativo (da interioridade) e outro positivo (da exterioridade). No terceiro e último capítulo ficará demonstrado que, se a separação determina esses dois sentidos da liberdade, ela também tem uma consequência imediata para os conceitos de tempo e linguagem. Assim, a partir da noção de diacronia e do par Dizer e Dito, será feita uma caracterização de um tempo e de uma linguagem da liberdade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s